.

.

.

.

segunda-feira, 27 de março de 2017

CULTURA: Hoje é o Dia Mundial do Teatro – 27 DE MARÇO

Natural de Toritama, veio para Caruaru ainda criança. Um gênio que fazia teatro com humor e ironia, retratando situações simples do cotidiano colocando em cena a realidade social e, em forma de denúncia despertava educando vindo a ser o teatrólogo mais premiado de toda história de Pernambuco.
No dia mundial do teatro prestamos homenagem a toda essa nossa gente que tanto nos orgulha por engrandecer nossa cidade com tanta dedicação, criatividade.
O dia mundial do teatro foi criado em 1961 pelo Instituto Internacional do Teatro (ITI), data da inauguração do Teatro das Nações, em Paris.
Segundo Margarida Saraiva, da Escola Superior de Teatro e Cinema, de Portugal, o marco principal do surgimento do teatro foi o encontro de um grupo de pessoas em uma pedreira, que se reuniram nas proximidades de uma fogueira para se aquecer do frio. 
O Grupo Arte em Cena
atua há 30 anos

A fogueira fazia refletir a imagem das pessoas na parede, o que levou um rapaz a se levantar e fazer gestos engraçados que se refletiam em sombras. Um texto improvisado acompanhava as imagens, trazendo a ideia de personagens fracos, fortes, oprimidos, opressores e até de Deus e do diabo. Isso se seguiu e evoluiu até os povos da Grécia antiga transformaram essas encenações em arte, criando os primeiros espaços próprios, para que fossem divulgadas suas ideias, as mitologias, agradecimentos aos vários deuses, dentre outros assuntos.
O MARCO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DO TEATRO EM CARUARUEm nossa cidade, a partir de 1900, durante o governo do prefeito Manoel Rodrigues Porto (Neco Porto), surgiu um movimento para contemplar Caruaru com a primeira casa de espetáculo, com a fundação da Sociedade Dramática em 07 de janeiro de 1902, tendo a frente Antonio de Morais Silva Pimentel, major da Guarda Nacional. A Sociedade Dramática inaugurou festivamente o seu teatro, no dia 19 de abril de 1902, na Rua Duque de Caxias, com a apresentação da peça “O Médico das Crianças”, drama em dois atos, com grande afluência de público e de autoridades locais. Marques (2012, p. 229),
Essa é nossa singela homenagem a todos que vocacionados e fazem (os que estão e os que não estão no vídeo) do teatro a própria vida.
video

“Nosso critério não é o de escolher papéis, mas procurar peças que queiram dizer alguma coisa. Fazer teatro é um destino.”
Fernanda Montenegro

Nenhum comentário:

Postar um comentário