.

.

.

.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Projeto “Conhecendo Nossa História: Da África ao Brasil”

Conhecendo-Nossa-História-da-África-ao-Brasil (1)_395
O projeto “Conhecendo nossa história: da África ao Brasil”, piloto na Fundação Cultural Palmares, busca disseminar o conhecimento sobre a história e cultura do continente africano e dos afro-brasileiros, contribuir para a educação das relações étnico-raciais e valorizar/assegurar o respeito à diversidade, tendo a educação e a cultura como instrumentos decisivos para a promoção da cidadania e eliminação das desigualdades. O projeto contempla duas publicações: o livro “O que você sabe sobre a África? Uma viagem pela história do continente e dos afro-brasileiros” e a revista temática customizada pedagógica denominada “Coquetel”.
A finalidade do projeto é levar conhecimento para alunos de escolas públicas sobre as contribuições do continente africano na construção da identidade e desenvolvimento nacional. Também colabora para uma maior conscientização por parte dos estudantes sobre a necessidade de respeitar as diferenças, além de propor o combate ao racismo, preconceito, discriminação, questões estas ainda tão presentes na sociedade brasileira. O projeto irá contemplar cada aluno participante com um kit contendo as duas publicações mencionadas.
A proposta é disseminar um material paradidático que passeia pela trajetória de enorme riqueza do continente africano chegando ao Brasil, no qual o objetivo é, sem abandonar o rigor do conteúdo, encantar e despertar o estudante para a necessidade de conhecer a sua própria história, livre das limitações de um conhecimento colonizado.

Parceiros

O projeto contou com importantes parcerias das esferas públicas federais, municipais e estaduais, por meio de suas secretarias de Cultura e Educação. O compromisso e empenho desses entes muito contribuíram para a efetivação do projeto. A Fundação Cultural Palmares reconhece o significado dessas parcerias, por entender que todos os agentes sociais – estejam eles nas esferas governamental, privada ou sociedade civil organizada – têm pela frente o desafio de promover ações, a fim de proporcionar o envolvimento de todos no processo de transformação, através do qual, num futuro próximo, se tenha um País com maior igualdade de oportunidades e respeito às identidades culturais do povo brasileiro.
No âmbito Federal, o Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão – SECADI, pretende com o desenvolvimento do projeto, promover a educação para as relações étnico-raciais e o ensino de história e cultura afro-brasileira, africana e indígena, nos termos da Lei nº 9394/96, com a redação dada pelas Leis nº 10.639/2003 e nº 11.645/2008, e na Resolução CNE/CP nº 1/2004, fundamentada no Parecer CNE/CP nº 3/2004.
Na esfera dos governos estaduais e municipais, por meio de suas secretarias de Educação e de Cultura, esses parceiros irão colaborar com a identificação das escolas e dos agentes educacionais que serão multiplicadores do conteúdo em salas de aula. Dessa forma, contribuirão para o fomento a difusão da cultura e da história Afro-brasileiras e para a defesa dos direitos humanos em seus municípios.
O Projeto também conta com o conhecimento e sensibilidade de educadores locais que são comprometidos com a educação para as relações étnico-raciais e a cultura Afro-brasileira. Estes terão o importante papel de multiplicar junto aos agentes educacionais e professores do ensino fundamental das escolas selecionadas o conteúdo do livro “O Que Você Sabe sobre a África? Uma viagem pela história do continente e dos afro-brasileiros”.
Estados participantes
O projeto piloto irá contemplar estados das cinco regiões do país, assim distribuídos:
    Nordeste: Bahia (Salvador e Santo Amaro da Purificação), Alagoas (Maceió e União dos Palmares) e Paraíba (Campina Grande).
    Norte: Amapá (Macapá) e Pará (Belém, a confirmar)
    Sudeste: Rio de Janeiro (Rio de Janeiro e Paraty), Minas Gerais (Belo Horizonte e Contagem) e Espirito Santo (Vitória)
    Sul: Rio Grande do Sul (Porto Alegre e Pelotas) e Santa Catarina (Florianópolis)
    Centro Oeste: Brasília (Gama e Ceilândia) e Mato Grosso do Sul (Campo Grande)

Nenhum comentário:

Postar um comentário