.

.

.

.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Casa do Cordel promove roda de diálogo com Dudu do Acordeon


Dudu vem de uma sequência de vários shows nesse período junino que passou por locais como Fernando de Noronha, Cabrobó, Serra Negra (Bezerros), fez a abertura do show do Quinteto Violado no Riomar (Recife), e estará no dia de São Pedro, 29, quinta-feira, na “despedida” do São João 2017, às 4 da tarde, junto com poetas, cordelistas, repentistas, e artistas de demais segmentos contando e cantando histórias desde o legado de Ludugero (Dudu é sobrinho do Coroné) entre outros clássicos da pura música nordestina.

Eduardo Henrique de Araújo Silva (Dudu do Acordeon) nasceu em Recife - PE e começou a se interessar pela música aos oito anos de idade (1995), através do teclado, seu primeiro instrumento. Com o passar do tempo, a música popular nordestina, mais especificamente o autêntico forró pé de serra, chamou mais a sua atenção. Artistas como: Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Jackson do Pandeiro, Sivuca e Oswaldinho, são as principais fontes norteadoras do seu trabalho. Aos 16 anos, devido a essas influências, começou a tocar acordeon. Lançou o seu primeiro CD “Não Fico Calado Não” em 2005. No início de 2008, gravou e produziu o seu segundo CD “Uma Mistura Só”. Neste trabalho Dudu do Acordeon explorou, além do Xote, do Rastapé e do Forró, vários ritmos característicos de sua região como o Coco de Roda, o Samba Matuto, o Chorinho e o Frevo. Também neste CD, cantou ao lado de ilustres participações especiais como Dominguinhos, Santanna “O Cantador”, Nádia Maia e Rogério Rangel.
Em junho de 2010 gravou ao vivo seu terceiro CD intitulado "Ao Vivo no Pátio do Forró em Caruaru".
Como compositor foi terceiro lugar no Concurso de Música Carnavalesca 2007/2008 realizado pela prefeitura do Recife, na categoria Frevo Canção. Foi finalista do mesmo concurso em 2009/2010, na categoria Frevo de Rua (Instrumental). E foi o segundo colocado no Festival Frevo da Humanidade 2013/2014 com sua composição “Baile Celestial”. Dudu é um dos compositores convidados para compor as canções temáticas do Galo da Madrugada. Tem canções gravadas por Nádia Maia, Almir Rouche, Maestro Forró, Nonô Germano e Nena Queiroga.
Em 2008 iniciou com seu projeto de frevos sanfonados chamado "Fole em Folia". Com este projeto já se apresentou no Carnaval de Olinda, Recife, Bezerros, Catende, Jaboatão dos Guararapes e se apresenta no Galo da Madrugada há seis anos.
Em julho de 2008 seu trabalho atravessou fronteiras internacionais levando a nossa cultura para a Europa, participando de festivais de música na França. Em maio de 2010 Dudu mais uma vez ultrapassa os limites continentais e realiza uma turnê em Angola – África. Seu trabalho foi tão bem aceito que retornou ao continente africano em 2012 e 2014. Em outubro de 2010 fez shows em Londres, na Inglaterra. No final de 2011, voltou às terras britânicas para fazer quatro shows na capital inglesa.

Resultado de imagem para Dudu do Acordeon

Em 2014 lançou seu primeiro CD de carnaval “Fole em Folia – Frevos Sanfonados” com mais de dez composições inéditas e de sua autoria. Também gravou o quinto CD de sua carreira “Gonzaguiando Nossos Passos” com participações de Petrúcio Amorim, Liv Moraes (filha de Dominguinhos) e Frei Damião Silva. Neste trabalho, Dudu mantém-se fiel às suas origens e canta composições consagradas e inéditas com arranjos modernos e inovadores.
Em 2017 gravou mais um CD ao vivo, desta vez em Serra Negra – Bezerros, levando ao público um repertório diferenciado com canções de sua autoria e também sucessos da nossa música regional.

Atualmente é considerado uma das grandes revelações da música popular nordestina e realiza em média oitenta shows por ano em diversos eventos, clubes e casa de shows da região metropolitana do Recife e já fez shows em cidades como: Caruaru, Bezerros, Recife, Pesqueira, Garanhuns, Salgueiro, Salvador-BA, João Pessoa-PB e no arquipélago de Fernando de Noronha. 

Serviço:
Roda de Diálogo com Dudú do Acordeon e Luciano Jacinto
Dia 29 de junho, 16 horas, Casa do Cordel.
Estação Ferroviária de Caruaru - Entrada Franca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário