.

.

.

.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

10° Festival de Cinema de Triunfo (PE) abre inscrições para oficinas gratuitas





Permanecem abertas as inscrições para as oficinas gratuitas da 10ª edição do Festival de Cinema de Triunfo. Os interessados terão até o dia 20 deste mês para se inscrever em duas opções: F(r)icções – Workshop de Crítica Cinematográfica Multimídia e Oficina Cinemando – Teoria e Prática.
As inscrições devem ser feitas na internet através do email festivaldetriunfope@gmail.com, com o título “inscrição + nome da oficina”. Quem quiser participar precisa informar no e-mail o nome completo, idade, contatos (telefone e e-mail) e uma carta de intenção com até 10 linhas sobre a participação na oficina escolhida.
A oficina F(r)icções – Workshop de Crítica Cinematográfica Multimídia terá duas fases, para públicos diferentes, com 15 vagas para cada situação. A primeira será para a formação do júri popular, de 31 de julho a 4 de agosto, e a segunda no período do festival, aberta ao público, de 7 a 12 de agosto. Em ambos os casos, as aulas serão realizadas das 8h às 12h e ministradas pelo doutor em Comunicação (UERJ) e mestre em Educação Tecnológica (UFPE) Márcio Andrade, na Fábrica de Criação Popular do Sesc.
Com carga horária de 20h, os participantes vão aprender a produzir análises críticas individuais de cinema em texto e podcasts em formato de mesa redonda que serão publicados em um site criado especificamente para o projeto. Os filmes a serem debatidos serão ou exibidos em sala de aula ao longo da oficina, e serão analisadas questões como roteiro, direção, dentre outros.
Já a Cinemando – Teoria e Prática é uma oficina inédita que propõe uma imersão no mundo do cinema, com a proposta de impulsionar o olhar crítico das pessoas para a leitura de audiovisual como um todo (Cinema, TV, Internet) e o surgimento de novos realizadores audiovisuais. Os conteúdos serão ministrados intercalados com exibições de filmes que dialoguem com a temática explanada durante a aula. Dentre os temas abordados estão: História do cinema  Processo de Criação em audiovisual; ideia, reflexão, estética, linguagem e  narrativa; Meu primeiro filme: elaboração do roteiro e de um projeto técnico de produção; Novas mídias, ferramentas para gravação audiovisual (uso do celular).
Ao todo serão disponibilizadas 20 vagas, e jovens a partir dos 12 anos podem se inscrever. As aulas serão realizadas de 7 a 12 de agosto, também na Fábrica de Criação Popular do Sesc, e ministradas por Kennel Rogis, cineasta, roteirista, diretor de Fotografia, produtor Cultural e gestor da Gravura Filmes.
Saiba mais sobre os facilitadores:
Márcio Andrade: Doutorando em Comunicação (UERJ) e Mestre em Educação Tecnológica (UFPE), é autor dos livros Autobiografias do Outro – Camadas de Selfies em Documentários Pernambucanos (2015), editado pela Combo Multimídia e incentivado pelo Funcultura, e O Ato Narrativo e a Inclusão Digital – Concepções e Perspectivas por Jovens de Periferia (2015), editado pela EDUFPE, além de publicar artigos em uma série de periódicos acadêmicos, como Revista Doc-Online (UBI-Portugal), Cambiassu (UFMA), Hipertextus (UFPE), Rumores (ECA-USP) e Fronteiras Estudos Midiáticos (Unisinos).  Já atuou como roteirista e produtor no Projeto Tela Teatro da Fundação Joaquim Nabuco (FUNDAJ), no Centro Tecnológico de Cultura Digital (CTCD/ITEP), na Universidade Federal Rural de Pernambuco (EADTec / UFRPE). Na área de produção de conteúdo multimídia, já colaborou no site Zona Crítica, com publicação de críticas e podcasts relacionados a cinema, e, atualmente, desenvolve o site Quarta Parede, projeto com incentivo do Funcultura em que produz ensaios, podcasts e videocasts relacionados a artes cênicas. Na área de formação, vem ministrando a oficina Ponto de Virada- Escrita Criativa para Roteiro de Ficção (realizada no 17º FestCine) e Divulgue Quanto Puder – Oficina de Comunicação Multimídia (no 25º FIG), alinhavando essas vivências com seus projetos de pesquisa.
Kennel Rogis: É administrador, cineasta, roteirista, diretor de Fotografia, produtor cultural e gestor da Gravura Filmes. Em 2009, lançou “Travessia”, curta aprovado no Edital Microprojetos Mais Cultura para o Semiárido Brasileiro – Governo Federal, e com este documentário participou de vários festivais de cinema pelo país conquistando nove prêmios. Em 2011, idealizou e coordenou o Festival Curta Coremas, evento que se consolidou como sendo exibido em importantes festivais nacionais e internacionais e tendo conquistado mais de 30 prêmios, entre eles o Troféu Cine França Brasil de Melhor Curta Nacional 2014, concedido pelo governo francês no Curta Brasília, o qual lhe rendeu o convite para uma sessão especial na Cinemateca Francesa, em Paris no ano 2015. Em 2016, foi selecionado para o Los Angeles Brazilian Film Festival, levando “Sophia” a Hollywood. Ministra oficinas de linguagem e realização cinematográfica pelo país.
Estão abertas as inscrições para as oficinas gratuitas da 10ª edição do Festival de Cinema de Triunfo. Os interessados terão até o dia 20 deste mês para se inscrever em duas opções: F(r)icções – Workshop de Crítica Cinematográfica Multimídia e Oficina Cinemando – Teoria e Prática. As inscrições devem ser feitas na internet através do email festivaldetriunfope@gmail.com, com o título “inscrição + nome da oficina”. Quem quiser participar precisa informar no e-mail o nome completo, idade, contatos (telefone e e-mail) e uma carta de intenção com até 10 linhas sobre a participação na oficina escolhida. A oficina F(r)icções – Workshop de Crítica Cinematográfica Multimídia terá duas fases, para públicos diferentes, com 15 vagas para cada situação. A primeira será para a formação do júri popular, de 31 de julho a 4 de agosto, e a segunda no período do festival, aberta ao público, de 7 a 12 de agosto. Em ambos os casos, as aulas serão realizadas das 8h às 12h e ministradas pelo doutor em Comunicação (UERJ) e mestre em Educação Tecnológica (UFPE) Márcio Andrade, na Fábrica de Criação Popular do Sesc. Doutorando em Comunicação (UERJ) e Mestre em Educação Tecnológica (UFPE), Márcio Andrade ministrará a F(r)icções – Workshop de Crítica Cinematográfica Multimídia Com carga horária de 20h, os participantes vão aprender a produzir análises críticas individuais de cinema em texto e podcasts em formato de mesa redonda que serão publicados em um site criado especificamente para o projeto. Os filmes a serem debatidos serão ou exibidos em sala de aula ao longo da oficina, e serão analisadas questões como roteiro, direção, dentre outros. Já a Cinemando – Teoria e Prática é uma oficina inédita que propõe uma imersão no mundo do cinema, com a proposta de impulsionar o olhar crítico das pessoas para a leitura de audiovisual como um todo (Cinema, TV, Internet) e o surgimento de novos realizadores audiovisuais. Os conteúdos serão ministrados intercalados com exibições de filmes que dialoguem com a temática explanada durante a aula. Dentre os temas abordados estão: História do cinema  Processo de Criação em audiovisual; ideia, reflexão, estética, linguagem e  narrativa; Meu primeiro filme: elaboração do roteiro e de um projeto técnico de produção; Novas mídias, ferramentas para gravação audiovisual (uso do celular). Ao todo serão disponibilizadas 20 vagas, e jovens a partir dos 12 anos podem se inscrever. As aulas serão realizadas de 7 a 12 de agosto, também na Fábrica de Criação Popular do Sesc, e ministradas por Kennel Rogis, cineasta, roteirista, diretor de Fotografia, produtor Cultural e gestor da Gravura Filmes. Saiba mais sobre os facilitadores: Márcio Andrade: Doutorando em Comunicação (UERJ) e Mestre em Educação Tecnológica (UFPE), é autor dos livros Autobiografias do Outro – Camadas de Selfies em Documentários Pernambucanos (2015), editado pela Combo Multimídia e incentivado pelo Funcultura, e O Ato Narrativo e a Inclusão Digital – Concepções e Perspectivas por Jovens de Periferia (2015), editado pela EDUFPE, além de publicar artigos em uma série de periódicos acadêmicos, como Revista Doc-Online (UBI-Portugal), Cambiassu (UFMA), Hipertextus (UFPE), Rumores (ECA-USP) e Fronteiras Estudos Midiáticos (Unisinos).  Já atuou como roteirista e produtor no Projeto Tela Teatro da Fundação Joaquim Nabuco (FUNDAJ), no Centro Tecnológico de Cultura Digital (CTCD/ITEP), na Universidade Federal Rural de Pernambuco (EADTec / UFRPE). Na área de produção de conteúdo multimídia, já colaborou no site Zona Crítica, com publicação de críticas e podcasts relacionados a cinema, e, atualmente, desenvolve o site Quarta Parede, projeto com incentivo do Funcultura em que produz ensaios, podcasts e videocasts relacionados a artes cênicas. Na área de formação, vem ministrando a oficina Ponto de Virada- Escrita Criativa para Roteiro de Ficção (realizada no 17º FestCine) e Divulgue Quanto Puder – Oficina de Comunicação Multimídia (no 25º FIG), alinhavando essas vivências com seus projetos de pesquisa. Kennel Rogis: É administrador, cineasta, roteirista, diretor de Fotografia, produtor cultural e gestor da Gravura Filmes. Em 2009, lançou “Travessia”, curta aprovado no Edital Microprojetos Mais Cultura para o Semiárido Brasileiro – Governo Federal, e com este documentário participou de vários festivais de cinema pelo país conquistando nove prêmios. Em 2011, idealizou e coordenou o Festival Curta Coremas, evento que se consolidou como sendo exibido em importantes festivais nacionais e internacionais e tendo conquistado mais de 30 prêmios, entre eles o Troféu Cine França Brasil de Melhor Curta Nacional 2014, concedido pelo governo francês no Curta Brasília, o qual lhe rendeu o convite para uma sessão especial na Cinemateca Francesa, em Paris no ano 2015. Em 2016, foi selecionado para o Los Angeles Brazilian Film Festival, levando “Sophia” a Hollywood. Ministra oficinas de linguagem e realização cinematográfica pelo país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário