.

.

.

.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Artistas voltam a manifestar preocupação com espaço alternativo Polo Azulão


Desde quando ele foi inserido no contexto de nossas festas juninas, o Polo Azulão, que era no início chamado de 'Alternativo', tem causado discussões e rendido protestos por parte dos artistas. Em 2012, quando foi criado um espaço para prestigiar o público que curte Rock e MPB, de início funcionava dentro do Galpão da antiga Estação, artistas se mobilizaram e pressionaram e conseguiram vários anos depois que funcionasse do lado externo do galpão. Este ano a prefeitura anunciou um novo local para montar o palco, na Avenida Rui Barbosa, que está sendo bem recebido pala classe artística porém uma questão está novamente levando parte dos artistas a reclamarem, desta vez é a não confirmação da participação da maioria dos que fizeram parte da construção do projeto.
Grupo Casas Populares da BR 232
O Grupo Casas Populares participa desde o início do surgimento do polo, também publicou em seu facebook um texto reclamando não ser comunicado por antecedência se estará ou não este ano. "Até o momento, sabemos que tocarão nesse palco são consagradxs como Lenine e Chico César. Sem dúvida são artistas excelentes, mas e a prata da casa, aquelxs que construíram a trajetória desse pólo? Estamos falando das bandas de pífanos, da Mazurca Pé Quente do Alto do Moura, de artistas e grupos como Cara de Doido, Sangue de Barro, Gabi da Pele Preta, Gabriel Sá, Thera Blue, entre tantxs outrxs, porque a cena caruaruense é porreta de boa."
Gabriella Freitas
Gabriella Freitas lamenta que "entra gestão sai gestão e a mesma coisa", ela lembra toda luta desenvolvida desde sempre, ora para garantir condições mínimas de estrutura, ora para garantir um cachê digno, e sempre tem essa questão da demora para confirmar, isso dificulta até mesmo o artista agendar com outra cidade pois fica aguardando. 
"Anos lutando pelo Azulão e no ano em que ele passa por uma real estruturação os artistas que sempre o movimentaram, não tem certeza se estarão lá," comenta Gabi, lembrando que "a classe que carrega uma identidade o ano inteiro e por anos, canta em bares é feliz e adoece a mercê do público e do privado".
Ao ver o texto de Gabriella em sua rede social muitos artistas começaram a ser solidários e expressar sua opinião, o estilista Chico Marinho postou: "Meu São João, assim como todas as festas e saídas noturnas, sempre foi de gueto, alternativo. Sempre me identifiquei com o marginalizado; sempre! Esse ano tivemos uma evolução importante no São João de Caruaru - descentralização dos Polos, um olhar especial para a zona rural...e isso é incrível! O Polo Azulão também será agraciado com atrações nacionais bacanas... O que eu acho maravilhoso... mas temos que dar voz aqueles que só não foram emudecidos por que tiveram a coragem de agir e reagir diante de uma cidade tão aristocrática e reacionária quanto Caruaru."
Em 2014 artistas lançaram manifesto pela valorização do Polo
Chico Marinho continua relatando sua impressão. "O ano passado fui a vários shows no Polo Alternativo (Azulão) e vi a galera tirar leite de pedra pra realizar um trabalho grandioso. Um dos shows que mais me emocionei em minha vida foi o de Gabriel Sá. Chorei, cantei, sorri, dancei. Difícil entender o Polo Azulão sem Gabriella Freitas, sem o Thera Blue, sem Os Outros Caras, sem Gabriel Sá e tantos outros que edificaram o São João e a noite alternativa dessa cidade."
Finizola também é vereador
Daniel Fininzola, também lutou pela melhoria do Polo e no ano passado acabou conseguindo relevantes avanços na estrutura e adequações quando o Polo esteve sob sua coordenação, inclusive o nome "Azulão". 
"Eu penso que o Polo Azulão foi criado com o objetivo de dar espaço a toda diversidade musical que existe na cidade. 
Esse espaço deveria ser construído da forma mais democrática possível e promovesse um intercâmbio cultural com o que é de fora, com o que está aqui e com todos os estilos que tocam no período junino. Esse é o sentido do palco e eu quero acreditar que esse sentido vai continuar, que é ser um palco da diversidade musical da cidade." Relatou ao blog.
O caruaruense Thera Blue já mora em São Paulo há mais de vinte anos, mas agora em 2017 comemora 30 anos de música e 15 anos do lançamento de seu primeiro CD.
Thera Blue foi um dos artistas selecionados para participar do projeto “A Nova Safra da MPB “, Sesc São Paulo.
Thera também está nessa expectativa e até agora ainda não foi confirmado. Há uma campanha correndo nas redes sociais de seu público solicitando sua inclusão entre as atrações do 'Azulão'.

A prefeitura fez o anúncio da programação e atrações da festa dia 15, em Pau Santo, mas não divulgou toda grade de todos os Polos. A abertura oficial está sendo divulgada para o dia 03 de junho, pouco mais de dez dias desta matéria, apenas divulgou para dia 9 de junho – Riá Oliveira, 10 de junho – Almério, 16 de junho – Rosário Apressado, 17 de junho – Banda Eddie, 22 de junho – Banda Devotos, 23 de junho – Junior Barreto, 24 de junho – Lenine, 25 de junho – Chico César e Siba. No dia de Lenine também está Banda Zé do Estado. É certo que tem espaço para preencher em todos os dias mas o que se reivindica é que seja acertado com certa antecedência para que haja melhor organização, produção e planejamento por parte dos artistas.

Um comentário:

  1. LAMENTÁVEL MESMO, LEMBRANDO QUE O HIP HOP TAMBÉM FEZ PARTE DESSA CONSTRUÇÃO POIS O AstuciaSkateBoard que uma das bandas de rap mais conhecida de Caruaru está de fora esse ano,, Lembrando que a gente ja tocamos 6 anos consecutivos no polo Azulão.. deis de quando era dentro do galpão em 2011 fomos convidados e tocamos dai então não paramos mais no ano passado fomos bastante parabenizados por ter apresentado um trabalho diferenciado na musica rap da cidade,, e esse ano não fomos selecionados,,MUITO LAMENTÁVEL MESMO,,UM ESPAÇO QUE SEMPRE VI DE TUDO, ROCK,AXÉ,SAMBA,MARACATU,FORRÓ AUTENTICO,BAIÃO,CIRANDA E RAP REPRESENTADO COM BASTANTE PROFISSIONALISMO E RESPEITO POR A GENTE ,,QUE O ANO QUE VEM SEJAM MAIS MALEÁVEL E DER PREFERÊNCIA AOS ARTISTAS DA CIDADE QUE SÃO MUITOS...

    ResponderExcluir