Artigo – “Titulação Acadêmica” é importante? | Formação e Autodidatismo Intelectual Para Vida. Por Prof. Fábio Junior da Silva

junho 11, 2018

Colunistas

No universo acadêmico os brasileiros especificadamente a formação da academia como sinônimo de superioridade para se diferenciar dos demais seres humanos. A cultura do brasileiro é utilizar a formação acadêmica como sinônimo de status. No entanto deveria ser como sinônimo de nobreza para uma nação que deve valorizar o estudo e sua formação do seu povo para crescimento.
Á única controversa que existe é que o estudo tradicional e profissional não é o único meio de se adquirir conhecimento para sabedoria humana. O alto didatismo é uma fonte riquíssima de aprendizagem podem ser expressa e extraída dos nossos ancestrais é do nosso compartilhamento de ideias e valores neste momento contemporâneo.

Talvez em país emergente como nosso de 2º mundo o acesso á educação seja sinônimo de reter conhecimento para obter benefícios do outro indivíduo. As principais organizações, já entenderam que guardar conhecimento e inflar o ego não é um bom negócio paras as empresas e sociedade.
Assim resolveram multiplicar e autotreinar uns aos outros, com mesmo conhecimento, para que juntos haja uma unificação do conhecimento e uniformização da corporação.
‘“Há pessoas autodidatas, no sentido de que sabem aprender por si, pois possuem boa cabeça, usam lógica com facilidade, induzem e deduzem, inferem, sacam soluções.” Autodidatismo: especialista dá dica para aprender sem professor. (Educação – UOL, 2013).

Diante de tantas perguntas e respostas do artigo publicado será que existe está possibilidade no destaque da pergunta abaixo selecionada:

“Você acredita que o ensino da forma tradicional nas universidades pode ser substituído por novos métodos de autoaprendizado?

Deve, porque o "ensino" hoje é um disparate instrucionista. É preciso inventar sistemas de "aprendizagem", nos quais professores e estudantes se encontram para aprenderem juntos, exercitando a autoria. Ao lado do conteúdo que todo mundo precisa dominar para tornar-se profissional, é importantíssimo desenvolver habilidades autorais. Quem sabe essas habilidades, sobrevive aos tempos.” Autodidatismo: especialista dá dica para aprender sem professor. (Educação – UOL, 2013).

Poucos sabem que existem profissões e profissionais que não necessitam de diplomas para exercer algumas funções que estão em alta no mercado. Nós sabemos que no futuro bem próximo estas profissões ganharão reconhecimento educacional com cursos e chancela do MEC na educação tradicional e profissional.

Como nos exemplos á seguir em saints de carreiras (2014-2016), destaca profissões ganham-se muito bem sem diploma superior no caso de extração de petróleo, óleo e gás, técnico de petróleo, técnico de produção sucroalcooleira, técnico de planejamento, e na economia UOL – traz o técnico de enfermagem, desenvolvedor de web, comprador de varejo, técnico em eletricista entre outros.

Prof. Fábio Junior da Silva, ADM – CRA- 13.040. Professor universitário, pós-graduação MBA, pesquisador e ativista sustentável.

Você pode gostar também

0 comentários