ELA CHEGOU... Valeu esperar!

junho 26, 2018


Linda, exuberante, madura. Eu sempre esperei por ELA, já a avistava de longe.
Sempre em minha direção, às vezes devagar, ora mais apressada, mas continuamente vinha. Teve tempo que quis me apressar e ir de encontro a ELA, mas desistia, preferia beneficiar meus olhos contemplando ELA vindo: devagar, majestosa, experiente, gostosa.

Ciente, porém que quando houvesse o encontro, ELA iria alterar minhas funções e comportamentos, percepções, sentimentos, pensamentos, ações e reações. Mas também ciente que me daria qualidade de prazer.
O prazer do encontro, do tocar, do abraçar, do conviver, do aprender, da adaptação.

Sei que vamos ter tempo para conversar, não pelas redes sociais e sim de sentar. Num banco de praça? Não sei. Numa cafeteria? Não sei. Deitados numa rede? Não sei. Mas sei que estaremos juntinhos e ELA me fazendo refletir: Que diferença eu fiz? O que fiz na vida de alguém? O bairro está melhor por minha causa? A família está melhor por minha vivência? Deus está satisfeito por ter me inventado? Bom, melhor pensar nisso só quando ELA chegar de fato. Porque também sei que vamos nos demorar quando ELA me indagar: A sexualidade, você viveu como apenas uma expressão fisiológica do organismo humano, ou viveu de acordo com seus desejos e contexto pessoal? Pelos sentimentos e ações de afeto, carinho, companheirismo, carícias e... (Bom, melhor parar por aqui. No meu primeiro livro de romances, que seria lançado hoje, mas ficou para o dia 2 de agosto, durante o 5º Arrasta Cordel, você poderá ler tudo o mais).

Enfim ELA CHEGOU, valeu esperar! E olhe que chegou exatamente hoje, terça 26, dia de postagem nesse blog, que não foi escolha minha acredite, Paulo Nailson sugeriu tempos atrás.
Quem a trouxe? O tempo.

Como se chama? Terceira idade. Boa idade. Melhor idade... chame-a como quiser.

Pois para mim importa que ELA chegou.

O Estatuto do Idoso diz na – Lei nº 10.741, de 1 de outubro de 2003, é considerada idosa a pessoa com idade igual ou superior a 60 anos.
O termo "Terceira Idade" foi criado pelo gerontologista francês Huet, cujo início cronológico coincide com a aposentadoria (entre 60 e 65 anos).
A invenção da terceira idade é compreendida como fruto crescente de socialização da gestão da velhice - Mascaro (1997, p. 35).


Termino com a fala de Augusto Cury - Se o tempo envelhecer o seu corpo, mas não envelhecer sua emoção, considere-se feliz!

Você pode gostar também

0 comentários