"Se for eleito eu não vou vender sonhos, o que precisamos fazer é moralizar as ações do poder Federal, estadual e também dos municípios." Lula Torres

junho 19, 2018

Lula Torres
A afirmação foi feita durante sua participação no programa "Programa Café, Forró e Política", da Rádio Globo FM.
Lula Tôrres, que é pré-candidato a Deputado Estadual, críticou o governo do Estado pela falta de apoio ao São João e falou que atuais deputados poderiam cobrar do governador uma ação mais efetiva sobre a falta de parceria com a cidade. 

Confira alguns trechos que destacamos da entrevista:

"Todo sonho para se concretizar tem que haver o trabalho e a luta. Já conversei com o ex-governador João Lyra Neto. Mas antes de tudo eu estou num grupo, se não for escolhido do grupo vou votar no candidato que for escolhido. Mas acredito o sonho e no trabalho e é nesse sonho e nesse trabalho que eu acredito que vou ser candidato."

"A grande busca do mandato não é só a questão do voto, eu acredito que quando a gente tem uma proposta o voto vai chegar."

"Nós estamos com a cidade a cima de 350 mil habitantes e não é justo, não é correto, que numa festa dessa, o São João, as lideranças nossas não conversarem com o Governador, e não chamarem o Governador à realidade. Caruaru e a região não podem ser penalizado com um distrato tão grande, quando ele não incentiva uma festa como o nosso São João. E nossos representantes não procuram o Governador para tratar sobre isso. Se realmente eu for candidato e ganhar, eu quero ser esse político do elo. Esse político que vai em busca do diálogo."

"Se for eleito eu não vou vender sonhos, o que precisamos fazer é moralizar as ações do poder Federal, estadual e também dos municípios."

"A população está querendo e analisando propostas novas e analisando bem o seu passado. Se nós estamos colocando lá um produto humano que não está correspondendo com aquilo que deveria fazer, que é ser correto, sério e honesto com a sociedade. Não é só lá, naquele momento, que o homem se corrompe. A gente tem que entender que o ser humano é produto de um meio. O que nós devemos fazer é melhorar essa sociedade."



"Eu como pai mostrar aos meus filhos que nós temos o dever humanitário com o próximo. É a gente lutar para uma sociedade mais justa e mais fraterna. Fazendo isso, nós vamos colocar em Brasília, na Assembléia do Estado de Pernambuco, nas Câmaras dos municípios e nos poderes executivo, pessoas comprometidas com a sociedade."

"Eu não me acho ultrapassado, ao contrário, eu tenho muita garra, mostro e quero, desenvolver um trabalho por Pernambuco e pela nossa região. Usando o que eu tenho de bom, que é o tempo da experiência política de um homem que convive em sociedade e que, graças à Deus, e não tem nada que desonre a minha personalidade e o meu nome."

"A sociedade é que tem que impor ao poder público as mudanças necessárias.
Já se começa mudando com o voto e depois exigindo e cobrando seriedade nas ações."

Você pode gostar também

0 comentários