Enfim, Cultura de Caruaru está mais perto de ter seu Plano de Trabalho para próxima década

novembro 05, 2018

Conselho de Política Cultural completa 4 anos. A foto registra a segunda formação do mesmo, para o período 2017-2018. 

Não sabemos ao certo como fica o Sistema Nacional de Cultura daqui para frente com a possível extinção do Ministério que passaria a ser uma Secretaria vinculada ao Ministério da Educação. Mas a prefeita Raquel Lyra conseguiu um avanço junto com Maria Alves, presidente da Fundação de Cultura e Turismo e o Conselho Municipal de Política Cultural, ao finalizar a minuta do Plano Municipal de Cultura (PMC). 

O plano é uma conquista legítima de todo segmento artístico cultural do município e é  composto por propostas que foram levantadas na 3ª Conferência de Cultura, realizada em 2013, com quase 400 participantes, na FAFICA e atualizado em diversos Fóruns e Conferências livres entre os anos de 2015 e 2016. Coube a atual gestão do Conselho, desde o ano passado, aperfeiçoar e enxugar o conteúdo para entregar ao Executivo. Após passar por revisão da procuradoria do gabinete da prefeita, seguirá agora em novembro como Projeto de Lei para análise dos vereadores no Poder Legislativo.

Maria Alves, atual presidente da Fundação de Cultura e Turismo e Raquel Lyra, prefeita do município, o Plano ganhou o nome de “Caruaru, Cidade das Artes”
O que pode mudar daqui pra frente com o Plano? Primeiro o poder público conseguirá fortalecer de fato a cultura local porque estará atendendo suas necessidades. O Plano é resultado da construção coletiva e de vários anos. Ainda falta o Fundo Municipal de Política Cultural para finalizar todos os componentes do Sistema e cada vez mais é necessário que se facilite e mantenha o povo organizado e bem informado do andamento do processo, que se dê continuidade aos Fóruns Permanentes e, enfim, que o próximo Conselho que será eleito ainda esse ano, consiga atuar da melhor maneira possível, buscando cumprir os 13 princípios e os 25 objetivos do Plano.
Nova Eleição

Há cada dois anos é realizado um processo eleitoral para escolher os novos conselheiros que são eleitos em Fóruns para essa finalidade. Posteriormente o governo indica seus membros. Os membros eleitos no final desse ano vão formar a terceira composição para o biênio 2019-2020. Estaremos acompanhando e mantendo atualizadas as informações aqui no blog.
Confira os 25 objetivos traçados no Plano Municipal de Cultura de Caruaru:
Art. 3º São objetivos estratégicos do Plano Municipal de Cultura, conforme deliberações das Conferências Municipais de Cultura e do Conselho Municipal de Política Cultural:

Objetivo 1 - realizar uma ampla reforma administrativa na Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru, inclusive criando cargos efetivos preenchidos através de concurso público;

Objetivo 2 - formar pessoal qualificado para a gestão das políticas municipais de cultura;

Objetivo 3 - criar e manter atualizado um site institucional para a Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru, baseado nos princípios públicos da transparência, da publicidade, da eficiência e da continuidade administrativa;

Objetivo 4 - reformar, modernizar e/ou requalificar todos os museus e equipamentos culturais do município;

Objetivo 5 - proteger os acervos físicos das bibliotecas públicas municipais, bem como garantir o pleno funcionamento de suas atividades em prédios adequados, além de, sempre que possível, digitalizar os acervos e disponibilizar o acesso através da internet;



O Conselho Municipal de Política Cultural realizará novo processo eleitoral para escolher novos representantes
Objetivo 6 - criar um comitê gestor permanente para a organização do São João, abrangendo funções administrativas de planejamento, de captação de recursos, de produção e de avaliação do evento, composto por membros titulares e suplentes da Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru, de todas as secretarias da administração municipal e do Conselho Municipal de Política Cultural;

Objetivo 7 - transformar a Estação Central de Caruaru, o Armazém e o Pátio Ferroviário em um conjunto de equipamentos turísticos e culturais, de acordo com as normas técnicas para uso e ocupação de prédios e pátios ferroviários históricos, funcionando o ano inteiro com atividades de produção, promoção, difusão, exibição e comercialização de produtos culturais, da economia criativa e da gastronomia local;

Objetivo 8 - promover ações culturais transversais entre a Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru e os demais órgãos da administração municipal;

Objetivo 9 - desenvolver ações culturais durante o ano inteiro que valorizem o título de Caruaru como “A Capital do Forró”, e do Alto do Moura como “Maior Centro de Artes Figurativa das Américas”;

Objetivo 10 - apoiar a realização do inventário, e encaminhar junto ao IPHAN, o pedido de registro do Alto do Moura como patrimônio cultural imaterial brasileiro;

Objetivo 11 - desenvolver o potencial turístico e cultural dos lugares símbolos de Caruaru, a saber: a Feira de Caruaru, o Centro, o Monte Bom Jesus, o Rio Ipojuca e o Alto do Moura;

Objetivo 12 - ocupar as escolas e os espaços públicos com atividades culturais e recreativas nos fins de semana e feriados, tais como parques, praças, feiras e ruas;

Objetivo 13 - descentralizar as ações culturais nos bairros e na zona rural do município;

Objetivo 14 - criar e promover o calendário anual de eventos oficiais organizados pela Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru - FCTC;

Objetivo 15 - garantir a acessibilidade de pessoas com deficiência aos eventos e ações culturais;

Objetivo 16 - incluir atividades para o público infantil e para a terceira idade na programação dos eventos e ações culturais;

Objetivo 17 - realizar um baile municipal durante o ciclo carnavalesco, bem como valorizar o Carnaval de rua com desfiles de blocos e agremiações do município e da região;

Objetivo 18 - ampliar a seleção de propostas artísticas através de editais públicos para compor a programação dos principais festejos do município;

Objetivo 19 - garantir a participação digna e expressiva de artistas caruaruenses nos eventos culturais municipais, além de realizar o pagamento do cachê em tempo hábil;

Objetivo 20 - incentivar a profissionalização da classe artística e da cadeia produtiva da cultura, além de fomentar a visão empreendedora entre artistas e produtores culturais;

Objetivo 21 - criar e divulgar uma agenda cultural do município, de periodicidade mensal, contemplando eventos realizados pela FCTC, pelos artistas e demais produtores culturais; 


Objetivo 22 - criar e manter em funcionamento um cineteatro municipal, cujo prédio deverá abrigar também a sede e os ensaios da Orquestra de Pífanos de Caruaru; 

Objetivo 23 - criar e manter em funcionamento uma escola de arte e cultura, contemplando a multidisciplinaridade de pesquisa e ensino das diversas linguagens artísticas e vocações culturais do município; 

Objetivo 24 - garantir a implementação e a continuidade dos editais públicos referentes ao Fundo Municipal de Cultura e ao Registro do Patrimônio Vivo de Caruaru; 

Objetivo 25 - garantir espaço adequado e apoio administrativo para que o Conselho Municipal de Política Cultural desempenhe suas atividades regulares e exerça suas atribuições legais.

Você pode gostar também

1 comentários

  1. As maiores riquezas de um povo são a educação e a cultura! Parabéns, a Caruaru e aos seus gestores!!! Belíssima iniciativa!!! Savinho do Acordeon.

    ResponderExcluir